Uma maneira bonita (e divertida) de registrar suas viagens para sempre

08/01/2018

Não estou digamos assim no esplendor da juventude. Tenho já alguns anos de experiência que me permitem dizer que, sim, eu sou do tempo em que o registro das viagens era feito naquelas antigas máquinas fotográficas, com rolo de filme (mas as fotos já eram coloridas, viu...rsss).

Aliás, tenho certo saudosismo dessa época.

Era ou não era emocionante tomar aquele cuidado todo para colocar o filme da forma correta na máquina e depois aguardar, ansioso, para saber se as fotos tiradas ficaram boas após a revelação? Nada de poder ver a foto antes, refazê-la se for o caso. Você tirava e depois rezava para ficar boa. E quando ia buscar a revelação, muitas vezes feita em banca de jornal, era aquela expectativa (que durava dias....depois veio a revelação em 1 hora, que já aliviava um pouco a ansiedade...kkk) ... você recebia aquele envelope amarelo da Kodak (ou verde da Fuji) e não agüentava chegar em casa, já abria logo no caminho para ver o resultado!

Comprar filme, colocar na máquina...revelar...colocar em álbum. 
Sou desse tempo..rsss

O tempo passou e as máquinas foram sendo aperfeiçoadas....o filme se foi e surgiram as máquinas digitais, uma revolução para a época. Agora você podia ver a foto na tela, na mesma hora. Não gostou da sua cara? Faz de novo....ficou tremida? Refaz até acertar. Uau, demais!

Mas o suspense na hora da revelação, esse se foi...e, com o tempo, a própria revelação se foi também! A máquina digital também já se foi, e agora as pessoas tiram fotos do seu celular... e isso fez com que todos se tornassem, de certa forma, fotógrafos.

A moda agora é armazenar as fotos. Álbum de foto? Virou coisa do passado!

Não para mim.

Apesar de ter um iphone de última geração, que faz fotos lindas e permite que sejam armazenadas e tratadas (dá para escurecer, clarear, colocar ou tirar cor, mexer aqui, mudar ali, editar..) eu ainda mando as fotos para revelação.

E sim, ainda compro álbum (cada vez mais difícil de encontrar)!

E pior, ainda escrevo no álbum, em todas as fotos. Nenhuma fica sem registro, data, etc. São recordações de uma vida gente, momentos que devem ficar guardados para sempre...e não em um pen-drive da vida, mas em um lindo álbum! Deixem de ser preguiçosos! Rssss

Ok, ok, ok, não te convenci?

Fez ou vai fazer aquela viagem dos sonhos e quer de alguma forma deixar os momentos registrados? Aqui vai uma dica....já tentou fazer um fotolivro?

O fotolivro é uma maneira muito legal de guardar para sempre fotos digitais de forma personalizada e com muita originalidade, como uma história que pode ser contada através de imagens.

Dá trabalho? Dá sim..mas é uma delícia trabalhar nele e ver o resultado surgindo pouco a pouco. Digo mais, é até meio que viciante. Depois que você faz o primeiro, quer logo fazer outros. Comigo pelo menos foi assim!

Custa caro? Sim, custa!

A impressão de um livro com cerca de 150 páginas custa em torno de R$ 500,00 na Saraiva. Mas gente, se tiver condições, vale muito a pena! Se for caro demais, faça uma versão com menos páginas, ou em tamanho menor....adapte ao seu gosto e ao seu orçamento. Mas faça uma vez, experimente!

Não é preciso ser um "artista" nem ter conhecimento prévio em diagramação, basta botar a mão na massa e garanto, você vai se divertir.

Existem inclusive modelos pré-definidos, onde você não precisa de preocupar com a disposição das imagens, você simplesmente vai escolhendo os espaços e preenchendo com a foto que quiser. Tudo muito fácil e prático.

Eu, porém, prefiro seguir o modelo "página em branco", onde você pode colocar as fotos como quiser, no tamanho que desejar, uma sobreposta sobre a outra, angulada, recortada, com borda grossa, borda fina, dezenas de tipos de bordas...e de fundos...vermelho, verde, azul...em degradê, listrado, com bolinhas, formas mil...depois você pode também inserir imagens pré-definidas para ajudar na ilustração, e muito mais...é um mundo de opções aberto para você usar e abusar.

Se você se dedicar e caprichar, o resultado será um lindo livro (que pode ser de capa dura ou flexível) a ser guardado em local privilegiado da sua estante, contando um pouco das suas aventuras, da sua história e das pessoas que você ama.

Com o fotolivro sua viagem não termina quando volta para casa...você vai seguir "viajando" enquanto estiver montando ele...e vai "viajar esta viagem" muitas outras vezes, toda vez que abrir e folhear o livro. Eu garanto!

Para baixar o arquivo D-Book. acesse: 
https://www.fotoregistro.com.br/download-dbook

A Mailnews ( https://www.mailnews.com.br ), minha empresa, faz também a confecção da arte do seu fotolivro, caso não queira ter o trabalho de produzi-la. Ficou interessado? Entre em contato conosco através do formulário Fale Conosco que aparece ao final do site.