Dica de Viagem: um tesouro escondido no Tirol italiano

20/06/2018

Se você, ao planejar uma viagem à Europa, busca por lugares pitorescos, cercados por uma exuberante natureza e cheios de tradições, porém ainda pouco conhecidos da grande massa de turistas, tenho uma dica maravilhosa para te dar. Dica que vale, inclusive, também para quem costuma colocar os grandes centros turísticos em seu roteiro, afinal nunca é tarde para experimentar coisas novas!

Fala baixo, não espalha....vou te contar um segredo, um verdadeiro tesouro escondido no norte da Itália, próximo à fronteira com a Áustria.

Não por menos, faz parte da famosa região do Tirol, neste caso o Tirol italiano. E não por menos, apesar de estar na Itália, o idioma que mais se escuta por lá é o alemão, assim como o são os costumes da população.

O nome desse lugar? Merano!

Aliás, para não ser injusto, há outro ainda mais escondido e especial, coladinho a Merano...chama-se Schenna!

Ah, mas se é por justiça, não posso deixar de citar mais um: Dorf Tirol

Merano está posicionada em um vale e Schena e Dorf Tirol no alto de colinas, uma de frente para a outra. A primeira, a apenas 5 km de Merano, a segunda a 7km. A cidade de maior porte mais próxima é Bolzano, distante 33 km.

A região de extrema beleza natural é famosa pelas plantações de maçãs. Se puder escolher, vá no outono, período em que as macieiras estarão carregadas enfeitando todo o cenário e enlouquecendo os amantes desta fruta. E cá para nós, mesmo se você não gosta de comer maçã, o visual delas colorindo tudo de vermelho é incrível e vale MUITO a visita. Renderá, no mínimo, lindas fotos e momentos memoráveis!

Mas não são só as maçãs que fazem deste um lugar mágico.

As videiras, morros verdejantes e picos nevados mais ao fundo, o rio com seu barulhinho agradável, as incontáveis opções de trilhas e passeios, os castelos e ruas coloridas pelas flores...o belo casario, parques, feirinhas...cervejaria....o tradicional almoço de domingo ao ar livre, ao som de bandinhas típicas...há muito, muito o que ser visto e visitado nesta região. E tomo a liberdade de citar algumas delas, a seguir. Quem sabe te convenço a incluí-la em seu próximo roteiro. Garanto que, se for esse o caso, você vai me agradecer por isso!

CIDADE DE MERANO

O Rio Passirio que corta a cidade.

Com cerca de 40.000 habitantes e conhecida por suas águas termais, Merano foi por muito tempo ponto de encontro da nobreza européia. A imperatriz austríaca Sissi, por exemplo, costumava passar longos períodos por lá. Esta linda cidade, porém, tem muito mais atrativos para encantar seus visitantes.

Localizada no fundo de um vale, guarda ainda um certo ar aristocrático, presente em seus palacetes, nos parques ao longo do Rio Passirio e na rua central (Via Portici) com seus pórticos - hoje repleta de pequenas lojas, restaurantes, cafés e sorveterias. Ela desemboca na Piazza Duomo, onde fica a catedral dedicada a São Nicolau e cuja praça abriga, muitas vezes, pequenas feiras com diversas delícias não só para o paladar, como também aos olhos.

Palacetes, belos casarios...feirinha na praça...detalhes da linda Merano

O que realmente encantou o Henry em Merano foi essa fonte...rssss

A cidade é um convite para um belo passeio a pé, sobretudo na área do centro histórico. E é justamente ali, do centro histórico, que parte outro local muito agradável para caminhadas, o Tappeiner Promenade - passeio de 4km com paisagens deslumbrantes.

o Tappeiner Promenade 

Um pouco mais distante do centrinho, mas nem por isso menos acessível (lembre-se, é uma cidade pequena), ficam os jardins do Castelo Trauttmansdorff. Aberto diariamente durante os meses mais quentes do ano este jardim botânico, criado em 1850, traz incontáveis espécies da flora local, além de plantas exóticas. Tudo devidamente organizado por região de origem, e muito bem preservado. Vale a visita!

Jardim Botânico

Próximo ao jardim botânico fica outra atração, o Castelo Rametz, com seu museu do vinho. Ótimo lugar para uma degustação. E também para comprar vinhos para sua própria adega!

E por falar em bebida, quem gosta de cerveja não pode perder a visita à fabrica da Forst. Além de acompanhar o processo de fabricação, o visitante pode também (e recomendo muito) almoçar no restaurante local, com mesas à sombra das árvores e ótima comida. E cerveja, claro! Rssss


VILAREJO DE SCHENNA

É aqui que nós costumamos nos hospedar quando visitamos a região. Meus pais, inclusive, são visitantes mais que freqüentes e sempre que vão á Europa, dão um jeito de passar por lá. Não por menos, o lugar é um encanto.

Vista de rua da pequena Schenna, com o castelo ao fundo.

Situada na encosta do morro, com vista para Merano, Dorf Tirol e picos alpinos, Schenna se espalha à volta do castelo de mesmo nome, cuja construção remonta à Idade Média. E não há como deixar de observá-lo, ele domina a paisagem com seus belos traços. O centrinho da vila abriga algum comércio, uma igreja (visite seu pequeno cemitério), hotéis e restaurantes. Aliás, recomendo o restaurante do Hotel Schlosswirt, não apenas pela boa comida mas também pela localização estratégica. Sente no terraço e agradeça a vista!

Vista do terraço e da área interna do restaurante do Schlosswirt

Lembra que falei que apesar de ficar na Itália esta é uma região onde se fala mais o alemão? Pois fique sabendo, a título de curiosidade, que em Schenna 98,18% da população fala este idioma ao invés do italiano (embora a maioria fale os dois idiomas).

Ainda em Schenna, há uma praça usada principalmente aos finais de semana para eventos culturais e almoço ao ar livre, com música ao vivo. Um programa imperdível para quem estiver por lá!

A igreja de Schenna e bandinha típica se apresentando no vilarejo

Saindo um pouco do centro do vilarejo você encontra uma série de plantações de maçã e uvas, além de diversos hotéis e pousadas bem bacanas, a maioria com vista para o vale. Em nossa última passagem por lá, nos hospedamos no Hotel Lagrein (clique aqui e acesse o site), recomendo muito! Destaque para sua linda piscina com vista....ótimos quartos, igualmente com bela vista...comida muito boa...e completa estrutura para crianças, com uma brinquedoteca muito boa.

Schenna é repleta de ótimos e lindos hotéis.

A piscina, brinquedos para crianças e terraço do nosso quarto
no hotel Lagrein, onde ficamos.

VILAREJO DE DORF TIROL

Situada no alto do morro oposto àquele onde fica Schenna, Dorf Tirol é outro daqueles vilarejos pacatos dos Alpes, mas ao mesmo tempo cheio de vida. A cidadezinha por si só já vale a visita. Simplesmente saia caminhando pela rua principal de pedestres, que passa pela igreja e segue, passando por lojas, restaurantes e sorveterias até o belvedere, de onde se avista a principal atração local, o magnífico Castelo Tirol (Schloss Tirol, em alemão).

A primeira fase da sua construção data de antes de 1.100, a segunda etapa é de 1.139 e uma terceira etapa ocorreu já na segunda metade do século XIII. Nos tempos atuais, partes do castelo caíram no chamado "Köstengraben", um desfiladeiro íngreme. Mas o mesmo acabou sendo restaurado no século 19, tendo sua fortaleza sido reconstruída em 1904.

Quanto à história da arte, os afrescos da capela do castelo são de especial interesse, bem como dois portais românicos com esculturas de mármore opulentos mostrando criaturas lendárias, temas religiosos e ornamentos geométricos. Hoje, o Castelo Tirol abriga o Museu de História do Tirol do Sul. Ao lado do castelo há uma falcoaria com uma enfermaria para as aves de rapina. 

Quer mais uma dica? Peque o pequeno bondinho chamado Hochmuth e tenha uma vista aérea do castelo, além da vista do vale todo, lá do alto. No final, no topo do morro, restaurante de montanha, trilhas, vistas incríveis e blá blá blá, aquelas coisas feias de sempre....rsssss

O Castelo Tirol visto do bondinho.

MERANO 2000

O estacionamento fica a 5 km do centro de Merano e 3,5km do centro de Schenna. De lá você embarca em um enorme bondinho (gente, é enorme mesmo, parece um ônibus de tão grande) e em poucos minutos estará no topo, no Merano 2000 (o nome, claro, tem a ver com a altitude do local).  É aqui que, durante o inverno, a maioria das pessoas vem esquiar.

Mas não é apenas nos meses em que a neve se faz presente que o Merano 2000 deve ser visitado, como um dos pontos com maior estrutura turística da região, suba em qualquer época do ano. Há restaurantes, lojinhas, hotel, playground, diversas opções de trilhas, sempre acompanhadas de vistas de tirar o fôlego.

Há também um teleférico (fechado) que leva até um ponto mais baixo, ainda dentro do "complexo" Merano 2000. Faça o trajeto de ida e volta, é muito gostoso. Na volta, que tal um pouco de adrenalina? Liberte seu lado criança e desça pela pista da rodelbahn (espécie de montanha-russa alpina, que você mesmo pilota....já falei sobre este grande barato dos Alpes, clique aqui e confira).

Henry no pequeno bondinho, apreciando a paisagem

A rodelbahn que funciona tanto no inverno...

....como nos demais períodos do ano, garantindo adrenalina e muita diversão!

O local é muito procurado por quem gosta de caminhar nas montanhas.
São muitas trilhas a disposição.

Para almoço recomendo que pegue o bondinho grande novamente, em direção ao estacionamento. Informe o condutor que deseja desembarcar no meio do caminho. Sim, durante a descida o bondinho para ao lado de um enorme poste de sustentação, onde é colocada uma rampa de desembarque. É meio assustador pela altura, mas desembarque mesmo assim...rsss....e aí tome fôlego e suba a pé até um simpático restaurante de montanha, bem típico (se não me engano, se chama Gsteier). Com sorte haverá um grupo musical alegrando o ambiente e tornando seu almoço ainda mais memorável.

Para chegar ao Gsteier e almoçar nas montanhas, você terá de desembarcar do bondinho nesta plataforma vermelha, na foto abaixo...e subir o morro a pé...

...e vale muito a pena. Comida boa em típico ambiente alpino.

SCHERMOOS

Este passeio você TEM que fazer! Não tem desculpa, vá, vá e vá! Fica a cerca de 35km de Merano e durante o percurso você já ficará maravilhado com as paisagens que acompanham a estradinha. Ô lugar bonito, viu!

O caminho de Merano para Schermoos já é um deslumbre!

Chegando ao estacionamento, opte pelo caminho de terra que saí à esquerda. No começo, não parecerá nada demais, tem até uma subida para desanimar os mais desavisados. Mas não desista, logo o caminho se tornará plano e....incrivelmente lindo. 

Você andará entre campos verdinhos (na primavera, ainda mais bonitos, repletos de flores amarelas) e pinheiros, tendo ao fundo um belo vale que, em dias claros, permite vista dos picos dos Dolomites. Se der sorte, verá também cavalos loiros pastando calmamente neste ambiente onde a paz inunda nosso interior. Tudo aqui é muito tranqüilo, é como se você estivesse passeando lá em cima, no paraíso!

Há, claro, trilhas para todos os gostos e condicionamento físico, todas muito bem sinalizadas e indicadas.

O que eu recomendo é que siga pela trilha até a bifurcação que leva à Igreja de St. Jacob, localizada no ponto mais alto desta região de Meltina (nome da aldeia mais próxima), a 1.525 metros de altitude.

De lá, mais lindas vistas e um ótimo restaurante de montanha, se não me engano chamado Pensione Edelweiss. Lugar ideal para você almoçar no terraço, ao ar livre, e provar pratos típicos. E se estiver viajando com criança pequena, logo em frente há um espetacular parquinho, muito bem conservado. Nosso Henry se divertiu muuuuito nos brinquedos de madeira e com os carrinhos e caminhões de brinquedo que ficam lá, a disposição.

Nas fotos abaixo...minha mãe nos campos floridos...meu pai apreciando a paisagem...e Henry brincando no parquinho em frente ao restaurante

TASER

A cerca de 8km de Schenna, em uma sinuosa estradinha que vai subindo a montanha, você chega ao estacionamento do Taser, outro passeio altamente recomendado. Mas você não chegou ainda. Tem que pegar um pequeno bondinho que te leva mais e mais acima, com uma vista daquelas!

Pronto, agora você chegou.

Como sempre, nos Alpes, há no local um pequeno restaurante...e, como quase sempre acontece, para alegria da criançada, logo em frente um belo parquinho, com cama elástica e tudo mais (Henry, obvio, amou). Andando um pouco mais pela encosta você chega a uma pequena (diria minúscula) igrejinha. Uma graça! E com que vista, meus amigos! Você pode seguir a trilha pela encosta e logo chegará a um bosque, onde o passeio continua. Muito gostoso, recomendo. No mais, é sentar no gramado, tomar um sorvete e apenas observar o visual. Faz um bem danado!

Na sequência, abaixo. Eu e a Adri, com a igrejinha do Taser ao fundo...
a vista lá de cima...o pula-pula e o Henry com a Oma, no parquinho

VERDINES E HIRZER

Dirija até o pitoresco vilarejo de Verdines, cerca de 6 km depois de Schenna. Pegue o bondinho para Talle, atravessando um enorme desfiladeiro (uma experiência sensacional) e de lá o teleférico até Hirzer, que passa por paisagens encantadoras, só para variar um pouco...rsss.

No verão, o morro fica forrado de azaléias em flor, um espetáculo. Lá em cima, e durante todo o trajeto, mais e mais vistas de arregalar os olhos e gostoso restaurante típico. Igrejinha e diversas trilhas para passeios em meio à natureza. Vai lá e me conta, com certeza vai gostar!

Dá para acessar o Hirzer também através de outro bondinho, saindo do Val Passiria. Como se vê, opções é que não faltam!

Nas imagens abaixo. O mapa turístico local, com os bondinhos e trilhas...a cadeirinha do teleférico e o restaurante de montanha do Hirzer.

VIGILJOCH

Distante apenas 11 km de Merano fica outra pequena cidade, chamada Lana. É de lá que parte o bondinho para Vigiljoch. Mais uma dica de passeio imperdível na região!

Uvas e mais uvas...vilarejo de Lana

A primeira parte da subida é feita neste bondinho maior, fechado. É bastante íngreme! A segunda etapa, ainda mais agradável, junto aos bosques, é feita de teleférico (em cadeirinhas individuais). Todos curtiram, menos eu....rsss...morri de medo (já não sou muito fã de altura...hehehe) porque, por serem cadeirinhas individuais, tive de ir com o Henry no colo...e cada vez que ele se mexia (e teve momentos em que ficou bem inquieto), era aquele pânico de não deixá-lo cair...sério, não gostei...rsss

Chegando lá em cima momento de apreciar a vista e caminhar. Sugiro que se pegue o caminho à esquerda, seguindo em direção à Igreja de San Virgilio, no topo de um pequeno morro, toda de pedras. Muito bonita!

De lá, siga por um caminho charmoso no meio de campos e pinheiros (ah, que saudades...rss) em direção ao "Ristorante Seespitz", localizado ao lado de um bonito laguinho. Este é o lugar ideal para você almoçar, sempre que possível ao ar livre, respirando o ar da montanha! Para voltar à estação de onde sai o teleférico, encurte o caminho e atravesse pelo bosque. Você estará sempre em ambientes de muita paz, em contato direto com a natureza...seus cheiros, o som dos pássaros...nem vai ligar muito para o trecho em subida, no final...rss

Almoço na beira do lago...e na volta, cerejas frescas....hmmmm

Esses são apenas alguns dos passeios que recomendo. Há, claro, muitos outros...e muitos que nem eu e nem mesmo meus pais, que já foram lá mais vezes, conhecemos ainda. Acho que estou precisando ir para lá de novo para aprofundar meu conhecimento...rssss...e já que é permitido sonhar, quem sabe um dia eu possa morar lá...eu adoraria!