Trem panorâmico “Golden Pass”, na Suíça

06/08/2018

A Suíça, um país exemplar e que amo de paixão, é comumente relacionada a ícones como o chocolate, o fondue, o relógio, as paisagens alpinas, a segurança, a neutralidade...e, não podemos nos esquecer, o sistema ferroviário!

O país possui uma das mais (se não a mais) amplas, modernas e eficientes redes ferroviárias do mundo. Não há recanto em seu mágico território que não seja alcançado de trem, incluindo até mesmo os mais pequenos e isolados vilajeros.

Além de extensa malha e sua invejosa conectividade, destaca-se também a qualidade do serviço, principalmente no que se refere ao cumprimento do horário (claro, estamos na Suíça!). Se o seu trem sai às 10h12, esteja certo de que partirá às 10h12, nem um minuto mais cedo, nem um minutinho mais tarde.

Os suíços e também grande parte dos turistas que visitam o país utilizam maciçamente esse meio de transporte, na maioria das vezes mais vantajoso do que o deslocamento de carro, embora as estradas sejam outro show a parte.

É também, vejam só que curioso, mais vantajoso que o próprio avião. Em um país pequeno como a Suíça a viagem de trem consegue ser mais rápida que a viagem via aérea....hã, como assim? O trem sai do centro, tem maior freqüência e opção de horários, além de ser rápido....nem tão rápido, claro, como o avião, mas some o tempo de deslocamento até o aeroporto, check-in, espera para o embarque, embarque, taxiamento, voo, taxiamento, desembarque, retirada das malas e deslocamento até a cidade e verá que no final sai mais rápido utilizar a linha férrea.

Mas os trens suíços não são utilizados apenas para deslocamentos...são também muito famosos para passeios turísticos.

Quem nunca ouviu falar do lendário "Glacier Express"? Tem também o "Bernina Express", o "Trem do Chocolate", o "Golden Pass" e muitos outros...todos eles, sem exceção, valem MUITO a pena e têm em comum o fato de passarem por paisagens maravilhosas, a maioria delas alpinas.

Hoje vou falar um pouco mais sobre este último, o "Golden Pass", trem panorâmico que já tive o privilégio de experimentar.

O Glacier Express, talvez o mais famoso passeio turístico de trem na Suíça...

...o também famoso Bernine Express...

...e o GoldenPass, do qual falarei hoje.

Ele parte da bela cidade de Montreux, às margens do Lago Léman, que com cerca de 25.000 habitantes é mundialmente famosa principalmente pelo seu festival anual de jazz e pelo Castelo de Chillon (além de ter sido local de residência de Fred Mercury, vocalista do Queen, a partir de quando ele descobriu estar com AIDS).

O ponto final da viagem é em Lucerna, ainda mais encantadora, docemente instalada entre o Rio Reuss e o Lago dos Quatro Cantões, com o pico do monte Pilatus ao fundo. 

O castelo de Chillon, em Montreux e, mais abaixo,
a famosa ponte de madeira de Lucerna.

Durante o trajeto de 210 km, o trem passa por cenários de sonho no meio das montanhas. São inúmeras pontes, vales verdejantes, vilarejos com aqueles típicos chalezinhos suíços e cidades de grande apelo turístico, como Gstaad e Interlaken, por exemplo. Há inclusive serviço de bordo em alguns vagões (dependendo da classe em que se viaja), mas confesso que nem me lembro disso...estava tão embasbacado com as vistas lá fora que nem reparei direito o que serviram....rssss.

Quando fizemos o passeio optamos por descer no meio do caminho, em Interlaken, de onde pegamos uma conexão para Grindelwald, nosso destino final.

E aqui vai a primeira e grande dica: se for fazer este trajeto turístico, tente reservar seu assento no primeiro vagão...e mais que isso, na primeira fila. Você terá a incrível sensação de sentar literalmente na frente do trem, como se fosse o maquinista, com uma enorme janela panorâmica com vista para os trilhos (e portanto, uma vista muito mais ampla de toda a paisagem que vai se descortinando quilômetro após quilômetro). Não me lembro de tive de pagar um pouco a mais por este assento "especial", mas não importe, se tiver de pagar, simplesmente pague...valerá muito a pena, eu garanto!

Se der, reserve um assento na primeira fila
e tenha uma vista ainda mais espetacular da viagem.

O começo do trajeto, à saída de Montreux, é feito em subida por entre casas da periferia da cidade e plantações de uvas (que darão ótimos vinhos!). O grande lago, abaixo, vai ficando cada vez menor à medida que o trem se distancia em direção ao interior. De repente ele entra em uma região mais fechada de bosques, com algumas pontes, cachoeiras e túneis.

E a seguir, minutos depois, começa o grande espetáculo! O trem entra enfim no meio das montanhas e vales dos Alpes, em uma seqüência incrível de paisagens de quebra-cabeça.

Você verá vaquinhas pastando tranquilamente naqueles gramados com incomparável tom de verde, riachos límpidos correndo entre campos floridos e pequenas vilas típicas, charmosas igrejinhas, florestas de pinheiros, montanhas altas com neve na ponta...em cada curva um ângulo diferente, um mais bonito que o outro. E tudo isso naquele gostoso e macio movimento do trem em deslocamento...uma experiência única!

Nos primeiros 60km do trajeto, o Golden Pass faz paradas em cidades como Montbavon, Chateau D´Oex, Rougemont, Gstaad e Saanenmöser para enfim chegar em Zweisimmen, onde termina a primeira parte da viagem. Lá você desembarca do trem panorâmico com vista pela janela frontal e embarca em um trem mais convencional, mas igualmente confortável e com grandes janelas.

Este trecho seguinte é talvez ainda mais bonito, embora seja muito difícil cravar uma preferência....o fato é que seus olhos não se cansarão de ver essas paisagens se seguindo e o tempo passará tão rápido que quando menos se der conta estará vendo à sua frente o grande lago "Thun", que anuncia a proximidade da chegada à Interlaken (localizada entre dois lagos, o "Thuns" e o "Brienz"). Aqui nós desembarcamos mas, como dito antes, a viagem segue até Lucerna e não tenho dúvidas de que este trajeto é, também, muito encantador....assim como, dizem, é igualmente imperdível fazer qualquer um dos outros trajetos de trens panorâmicos no país...

Só posso dizer, para finalizar, que conhecer o interior da Suíça a bordo de um trem é uma daquelas coisas que se precisa fazer uma vez na vida. Se puder, faça duas, três, quatro vezes....

Clique aqui e assista a um breve vídeo
Se interessou? Clique aqui e acesse o site do "GoldenPass"