Roteiro de duas semanas na Holanda

18/06/2018

Depois de escrever alguns textos no blog sobre nossa recente viagem à Holanda, amigos me pediram para informar de forma mais detalhada o roteiro que fizemos. Como não sou de dizer não a amigos, lá vai....rssss...

Mapa estilizado com sequência do roteiro que fizemos


Chegamos à Holanda dia 23 de abril, em voo da Iberia com escala em Madri. Chegamos em Amsterdã no final da tarde, depois de uma viagem bastante conturbada (clique aqui e leia o post) e cheia de imprevistos. Nos hospedamos no Hotel Courtyard by Marriott Amsterdam Airport, próximo ao aeroporto. Ainda meio atordoados pela viagem, já aproveitamos o primeiro final de tarde para um delicioso passeio pelo belo parque Haarlemmermeerse Bos, ao lado do hotel.

O dia 24, efetivamente o primeiro dia da viagem, foi inteiramente dedicado às flores. Primeiro, visitamos o indescritível Parque Keukenhof (clique aqui e leia o post) e depois a Rota das Flores, com seus inúmeros campos de tulipas (clique aqui e leia o post).

Ao lado do Hotel, fica a dica, tem um espaço com pista de boliche, cantina italiana e, para nossa felicidade, uma churrascaria com rodízio brasileiro. Ótima pedida para o jantar.

No segundo dia da viagem, fomos ao simpático (e temático) vilarejo de Zansee Schans, com seus diversos moinhos e casinhas verdes. Na parte da tarde visitamos o típico vilarejo pesqueiro de Volendam e, na volta ao hotel, conhecemos um dos mais fantásticos campos de tulipas da viagem, bem próximo ao aeroporto de Amsterdã.

O terceiro dia foi dedicado, no período da manhã, ao maior castelo da Holanda, o Kasteel de Haar. Já o período da tarde foi reservado ao nosso pequeno Henry, no fantástico Linnaeushof, o maior playground da Europa!

No quarto dia fomos novamente aos campos de tulipas próximos às pistas do Aeroporto Schiphol e aproveitamos para apreciar os aviões em um excelente ponto de observação que fica ali perto. Dali pegamos auto-estrada e fomos até Haia conhecer o Madurodam, parque que mostra a Holanda toda em miniatura.

No quinto dia nos hospedamos no Efteling Hotel, que faz parte do complexo do parque de mesmo nome. O dia todo foi dedicado a este enorme complexo de entretenimento direcionado principalmente aos contos de fadas e estórias infantis (clique aqui e confira texto).

O sexto dia, com muita chuva, nos fez sair da Holanda em busca de duas jóias da Bélgica, as medievais cidades de Bruges e Ghent. O dia seguinte, o sétimo, foi novamente dedicado ao Parque Efteling, para felicidade do Henry.

No oitavo dia chegamos ao hotel Hilton Royal Parc Soestduinen, na região de Utrecht, repleta de bosques. E dunas, as quais visitamos logo na chegada além, também, do bonito Museu Militar. Tudo ali, do lado do hotel.

O nono dia foi reservado para conhecermos o Palácio Het Loo, em Apeldoorn, e a bonita cidade medieval de Amersfoort. No décimo dia pegamos estrada e fomos até um dos pontos altos da viagem, a charmosíssima Giethorn, com seus canais, jardins e casas todas enfeitadas (clique aqui e confira texto sobre este destino).

No dia seguinte, décimo primeiro, conhecemos (e nos encantamos) os famosos moinhos de Kinderdijk. E a tarde fomos até a cidade de Lelystad, onde fica o Aviodrome, museu dedicado à aviação holandesa (e mais belos campos de tulipas). O último dia no "interior" do país, o décimo segundo da viagem, foi dedicado a um tranquilo passeio junto à esplêndida natureza do parque adjunto ao Kasteel Groeneveld.

Dali para a frente, os 3 dias seguintes deixamos para conhecer Amsterdã (clique aqui e confira), onde terminou esta incrível viagem.

Se você planeja conhecer a Holanda pode pegar este roteiro como base, não vai se arrepender. Faça, claro, ajustes às suas maiores preferências...nós, por exemplo, adaptamos muito o roteiro para privilegiar também o nosso pequeno. Se você vai viajar sem crianças dedique um dia a mais à Amsterdã (para os museus) e, quem sabe, ao invés dos parques infantis, opte por cidades como Haarlem e Roterdã.