Organizando sua próxima viagem

26/01/2018

Tem gente que me acha organizado e apressado demais...rsss...vejo isso como um elogio e aceito sim, sou mesmo....rs.

Costumo organizar minhas viagens com bastante antecedência e com muitos detalhes! E hoje vou escrever sobre isso, pois acredito que o planejamento, além de necessário, já me faz sentir na viagem. Já entro no clima muito antes de embarcar!

Tá certo que existem certos tipos de viagem em que o planejamento é mínimo, como por exemplo férias em um resort. O que você tem para organizar nesse tipo de viagem além de definir a quantidade de bermudas e camisetas que vai levar? Quase nada! Basta comprar a passagem aérea, organizar o traslado e fechar as diárias com o hotel e pronto, nada mais de preocupações....ou se preferir, pode ter ainda menos trabalho, comprando o pacote fechado diretamente com seu Agente de Viagens!

Algumas viagens são fáceis de planejar....vai para um resort all inclusive?
Sua maior preocupação talvez seja o que colocar na mala...
fácil demais...rsss...prefiro algo mais "emocionante" que isso...rss

Mas se você não vai ficar em um resort e nem quer adquirir um pacote já fechado e "engessado" (o que, claro, não quer dizer que seja ruim), então prepare-se, você vai ter que organizar muita coisa. Mesmo que para isso conte com a ajuda de um profissional do turismo (veja na parte final do tópico algumas dicas importantes sobre o planejamento de sua viagem).

Viagens mais "complexas" exigem tempo de preparação, muita pesquisa e coragem. Tem muita gente que já desiste de cara só pelo "problema" do idioma...tem outros que interrompem os planos pelo receio de se perder, de entrar em um universo desconhecido....de descobertas e, claro, de alguns contratempos. Faz parte! A estes eu digo, não desista! Respire fundo, esqueça seus medos e encare....vai valer muito a pena!

Pesquise, pesquise e pesquise...mas sempre de uma forma divertida, para não tornar o planejamento da viagem em algo chato e cansativo....

Não tenha medo do desconhecido. Enfrente, tome coragem e organize viagens para lugares novos...o bom planejamento vai te trazer mais segurança e certamente ainda mais vontade de conhecer esses lugares.

No próximo mês de abril embarco com minha esposa e meu filho pequeno (olha aí outra coisa que espanta muita gente: viagens mais complexas com filhos pequenos) para a Holanda, um país que não conheço, com um idioma totalmente estranho para mim (nem "bom dia" sei falar em holandês)...enfim, um destino "novidade"!

Certamente quem acompanha o blog vai saber, lá na frente, se o planejamento deu certo, pois pretendo escrever sobre essa nova aventura quando voltar de lá.

Ok, Holanda...não conheço...tudo será novo...uau, maravilha! Do jeito que eu gosto!

O primeiro passo na organização de um roteiro é, claro, escolher o destino. Fácil! 

Fácil? Nem um pouco! 

Escolher o destino da próxima viagem...ô tarefa chata...hehehe 

diversos fatores que devem ser muito bem considerados nesta fase, para que não haja arrependimentos depois.

O gosto pessoal, óbvio, é um deles. Mas há muitos outros, como o orçamento que se tem a disposição para a viagem; a opinião e/ou sugestões de amigos e familiares; o período que se pretende ficar fora; a época do ano e como isso afeta o clima, por exemplo; se vai viajar sozinho, em família, com crianças; se prefere algo mais tranqüilo ou agitado; se quer fazer grandes ou pequenos deslocamentos; se, se, se....muitos "se´s" para considerar.

Mas fala sério, essa fase inicial da escolha do destino não é demais? Curto muito, minha cabeça chega a ferver de tantas idéias, pesquisas, conversas...Eu por exemplo escolhi a Holanda como meu próximo destino porque sempre me maravilhei com as imagens dos campos repletos de flores na primavera..os moinhos, parques...E olha que eu adoro montanha, então não foi fácil abdicar dos Alpes para escolher um país que é...plano!

Depois desse encantamento inicial, fiz pesquisas na Internet, levantamentos superficiais de preços, lugares a visitar...pesquisei, pesquisei e pesquisei....e enfim decidi, é para lá que vamos dessa vez!

Ufa, agora vai ficar mais fácil, não é? 

Hehehe....vai nada....mas você já vai estar se divertindo, garanto. É agora que entra a parte mais trabalhosa, que é a parte de desenhar o roteiro. E ainda bem que nos dias atuais temos a Internet para ajudar...santo Google!

Cada um, claro, pesquisa de um jeito, não há regra. No meu caso, eu começo definindo o período. Como quero ver as flores na Holanda, a pesquisa indicou meados de abril a meados de maio como a melhor época. Ok, tenho esse período disponível para pegar minhas férias? Sim? Fechado!

Imagens como estas, do Parque Keukenhof e dos moinhos, sempre me encantaram. Fui atrás, pesquisei e defini...é para lá que vamos!

A seguir, tomando como base o valor aproximado que pretendo gastar com a viagem, decido quantos dias ficarei lá. E como faço esse cálculo? Pesquiso alguns hotéis que me interessam, vejo o valor médio do aluguel diário do carro (sim, mil vezes ter um carro para poder ter flexibilidade), pesquiso alguns preços de atrações interessantes e quanto seria o gasto médio diário com alimentação. Depois calculo outro valor para gastos "diversos", tudo ainda muito superficial, e pronto, chego ao numero mágico. Tenho "x" para gastar e isso me permite ficar lá "y" dias.

Já tenho o destino, o período e a quantidade aproximada de dias. Agora é hora de começar a dar forma à viagem, detalhando o roteiro.

Busque detalhes, leia blogs, matérias em revistas de turismo, pesquise no TripAdvisor...enfim, vasculhe bastante, você sempre acabará achando alguma dica ou informação importante. Organize tudo da forma que for melhor para poder "estudar" o destino...isso é muito importante para tirar o máximo de proveito de sua viagem! 

O que me interessa? Cidade grande? Sim, claro, ir à Holanda e não passar por Amsterdã não dá, né? Analisando as atrações que mais me interessam na cidade, opto por ficar poucos dias lá. Dois e meio está bom. Afinal, com o pequeno Henry junto, nada de museus e atrações muito culturais. O negócio é conhecer os canais, as casas e bairros típicos, as praças...

Eu gosto de montar uma pasta com dicas e informações úteis sobre as atrações que planejo visitar, incluindo mapas e opinião de outros viajantes.
Veja exemplos abaixo.

Ok, mas o que mais tem no destino que escolhi? A Holanda, seguindo sempre meu exemplo, não é apenas Amsterdã (assim como a França não é somente Paris e a Itália não se limita à Roma). A essa altura, graças às pesquisas iniciais, já tenho uma ideia geral do que encontrar no país e o que mais me interessa.

Resolvo então me hospedar em um ponto estratégico, que seja próximo das principais atrações que gostaria de visitar. Quero ver as flores, lembra? Então reservo mais dias para visitar o incomparável parque de Keukenhof (quem nunca se encantou com fotos dele?) e a região das flores, incluindo passeios de bicicleta (ainda bem que é tudo plano...rs). O hotel que resolvi usar como base está igualmente próximo de outros locais interessantes, como vilas típicas (Zaanse Schans, Valendam, Marken...), moinhos (Kinderdjiik) e, sempre lembrando que estou com meu pequeno, de atrações para ele - o parque das miniaturas (Madurodam) e o maior parquinho da Europa (Linnaeushof ), que descobri graças a ele, sempre ele...o Google!

As pesquisas me apontaram outra atração impensada inicialmente - e é aí que está a graça, você acaba descobrindo coisas e lugares que não imaginava e novas opções vão se abrindo a cada nova pesquisa. Existe um enorme parque temático no país, todo voltado aos contos de fadas. Chama-se "Efteling Theme Park". Tem um hotel temático anexo ao parque, perfeito! O pequeno vai adorar...eu e a Adriana também, certamente. Então reserva logo dois dias lá!

As pesquisas na Internet fizeram com que eu "descobrisse" um parque temático de conto de fadas, que eu nem imaginava existir na Holanda. Viu como vale a pena? 

A viagem, como vê, vai tomando forma.

Tem mais atrações eleitas...mas ficam em outra região do país, então vamos lá pesquisar outro hotel para servir de base por mais alguns dias....e pronto, agora estou próximo de um lindo castelo (Castelo de Haar), de um palácio incrível (Het loo), ambos com muitos jardins e muito espaço para crianças poderem correr e brincar. Estou perto de cidades menores mas igualmente interessantes, como Utrecht e Amersfoort, onde há (sempre pensando no nosso Henry) também um lindo zoológico (Amersfoort Dierenpark), um museu do trem e, para deleite do papai, um incrível museu aeronáutico (Aviodrome). Do hotel chego em pouco mais de hora e meia em outro ponto alto da viagem, a graciosa Giethorn, que parece cenário de estória infantil. E para terminar, um hotel central, aí já sem o carro, para ficarmos aqueles 2, 3 dias em Amsterdã.

A encantadora vila de Giethorn foi outra "descoberta" no meu trabalho de pesquisas...se vou lá? Resta alguma dúvida?

Pronto! Fechou...o roteiro está ótimo...falta algo? Sim, muito ainda...rsss....tem a parte do avião...pesquisa preço para cá, pesquisa preço para lá, pesquisa com conexão, com voo direto, pesquisa, pesquisa, pesquisa....

É um processo longo e requer dedicação....mas você vai se sentindo cada vez mais "dentro da viagem" e isso é muito agradável. 

Claro, se você não dispõe de tempo para tantas pesquisas, terceirize...fale com seu Agente de Viagens, sente com ele, mostre o que mais te atrai no destino e monte o roteiro com ajuda dele. O importante é você participar do processo, dar e ouvir opiniões, sugestões, alterar quantas vezes forem necessárias, até que tudo esteja ao seu gosto.

DICAS SOBRE O PLANEJAMENTO
(dicas válidas para quem opta por fazer o planejamento por conta própria)

- se tiver flexibilidade de optar, escolha sempre períodos fora do pico, quando os preços são mais altos e as atrações muitas vezes cheias demais. Férias deve ser sinônimo de diversão...e não para passar estresse, não é verdade?

- planeje sua próxima viagem sempre com a maior antecedência possível (sugiro começar sempre um ano antes. Faça assim, quando voltar das férias, já comece a planejar a seguinte, isso ajuda a derrotar a "depressão pós-férias" rsss). Quanto antes você começar a trabalhar na próxima viagem, mais tempo terá para executar bem todo o planejamento, encontrando inclusive, na maioria das vezes, preços mais atraentes e mais opções de hotéis, avião, etc.

- compre uma pasta daquelas escolares e comece a guardar recortes, anotações e tudo mais que for colecionando durante o processo de planejamento. Depois passe a limpo as informações que realmente importam e leve esta pasta consigo, ela poderá ser muito útil no dia-a-dia da sua viagem.

- vai ao exterior? Evite comprar moeda estrangeira de uma única vez. Compre aos poucos, isso ajuda a aliviar eventuais oscilações na cotação.

- também na parte financeira, planeje sempre um dinheiro extra para cada dia (para gastos diversos e muitas vezes impensados), mesmo que depois acabe não utilizando. Pode lhe fazer falta se não considerá-lo antes.

- monte uma planilha (bote o Excel para funcionar) para seus gastos diários...pode ser em uma cadernetinha também...o importante é você ter em mente quanto pretende gastar a cada dia e depois, durante a viagem, ir anotando os gastos e fazendo este controle.

- reserve especial atenção à documentação de viagem e exigências do destino escolhido (como por exemplo exigência de certificado internacional de vacinação contra a febre amarela, visto, visto de trânsito e etc). Quanto antes você começar o planejamento da viagem, mais tempo terá para correr atrás desses requisitos, se necessários.

- se optar por comprar a passagem aérea, hotel e aluguel do carro com bastante antecedência, esteja sempre ciente que na maioria das vezes há multas para mudanças e cancelamentos (há inclusive tarifas não-reembolsáveis). Como disse antes, a antecedência te dá mais opções e muitas vezes preços melhores, mas você fica mais "refém" das restrições impostas e de eventuais imprevistos. Lembre-se também que comprando antes, você consegue diluir melhor os gastos da viagem ao longo dos meses, e antes da viagem acontecer (pessoalmente prefiro já ter quase tudo quitado quando viajo, do que ter de ficar pagando prestações e mais prestações depois de já ter retornado).

- no caso do bilhete aéreo, sempre sugiro comprar com bastante antecedência, utilizando os planos de parcelamento. É garantia de melhor preço? Impossível saber. Vai depender muito da oscilação do câmbio (no caso de bilhetes internacionais, cotados em Dólar) e da oferta x demanda do voo/destino escolhidos. Prefiro pegar logo uma tarifa atraente do que "apostar" que surja uma promoção de última hora, mais em cima da viagem....vai que não aparece e, pior, vai que não tem mais lugar?

- No caso do hotel, procure sempre um que esteja localizado equidistantemente da maioria dos lugares que pretende visitar. Use ele como sua base para sair e voltar todos os dias. 

- Se puder, procure já comprar antecipadamente ingressos de algumas atrações que pretende visitar. Você estará provavelmente economizando um pouco no preço e muitas vezes economizando muito tempo nas filas. Compre pela Internet, uma atração por mês, e guarde naquela pastinha que falei alguns tópicos acima.

- Com a viagem definida com antecedência você ganha também mais tempo para planejar eventuais compras de roupas e outros acessórios para levar a viagem. Ah, e não esqueça sempre de adquirir um seguro de viagem, principalmente um seguro médico.

- Guarde consigo (e leve junto...naquela pasta, lembra?) todos os comprovantes, e-mails e etc relacionados a hotéis, carro, avião, ingressos e afins. Se não quiser carregar muita papelada, coloque eles em uma pasta "viagem" em sua conta de e-mail, de forma que possa acessá-los facilmente de qualquer lugar que tenha Internet.

Use o tempo a seu favor, planeja sua viagem com antecedência.