O charme e encanto do vilarejo de Giethorn, na Holanda

24/05/2018

Já sentiu aquela sensação de estar em um lugar e ter vontade de pedir para alguém te beliscar para ter certeza de que não está sonhando? 

Pois Giethorn, na Holanda, é um desses raros locais onde você se sente em um sonho, fazendo parte de um conto de fadas!

Custei a acreditar nos meus olhos quando estive lá, no último dia 03 de maio, em um atípico dia (em se falando de Holanda) de sol e céu azul.

Cidades com canais costumam mesmo ter um charme todo especial, não por menos lugares como Veneza e Amsterdam fazem tanto sucesso entre viajantes do mundo todo. Mas Giethorn é ainda mais charmosa e encantadora, garanto! 

O pequeno vilarejo, distante pouco mais de 100 km de Amsterdã (leva-se quase uma hora e meia para chegar lá, de carro), é um "must to go" para quem visita os países baixos.

Giethorn não possui ruas. 

Em lugar delas, cerca de 7 km de pequenos canais (com quase 200 pontes). Os habitantes vivem em pequenas ilhas e a única forma de se locomover é de barco, a pé ou de bicicleta. O cenário bucólico transmite uma paz muito grande aos seus visitantes, mesmo nos locais e horários de maior movimento de turistas.

E embora seja linda o ano todo, Giethorn explode em cores na primavera, período mais indicado para ser visitada - quando seus zelosos moradores enfeitam as janelas e jardins com uma infinidade de flores.

Nosso pequeno Henry e seu amiguinho também curtiram bastante o passeio.

Se uma vez tiver a oportunidade de visitar este lugarzinho mágico, anote esta minha dica: existe a Giethorn digamos assim "turística", aquela repleta de viajantes do mundo todo, lojinhas, restaurantes e cujas fotos aparecerão aos montes se digitar o nome do vilarejo no Google. 

E existe a Giethorn mais autêntica, longe dos holofotes dos viajantes. 

Descobrimos esta segunda graças ao nosso GPS, que nos levou até esta área mais residencial e tranquila, ao invés da área mais conhecida e movimentada. Agradeço até hoje à moça de fala mansa do nosso GPS...obrigado mesmo!

Nas 4 fotos abaixo, detalhes da parte mais tranquila e isolada de Giethorn.

A dica é: visite, claro, a parte turística de Giethorn, que é linda e cheia de atrações, mas não deixe de passar também pela Giethorn mais "rústica" e afastada. 

Caminhe por suas ruelas apreciando a natureza e as casinhas super charmosas, ao som dos passarinhos cantando. Um sonho, uma paz imensurável.

No mapa abaixo, grifado em amarelo, aparece o caminho sugerido, na parte mais afastada da vila. 

Falemos agora da Giethorn explorada pelos viajantes, que aparece no círculo pontilhado, no mapa acima.

Aqui você encontrará toda a infra-estrutura necessária para um passeio maravilhoso. Estacionamento; área comercial com destaque para as inúmeras lojinhas, a maioria vendendo simpáticos souveniers da Holanda; inúmeros restaurantes (aqui vale um parêntesis: Giethoorn tem uma ótima reputação quando se trata de diversão gastronômica. Ela oferece vários restaurantes de qualidade, muitos deles situados nas margens dos canais); cafés e locais para agendar um passeio de barco - com a divertida oportunidade de pilotar seu próprio barco.

E foi o que fizemos. E recomendo, em lugar do tour regular em barcos maiores. 

Dirija-se ao canal principal, próximo ao estacionamento (não tem erro, para chegar ao vilarejo você terá de passar por ele). Lá você encontrará diversas opções para alugar seu próprio barco elétrico e fazer um passeio inesquecível pelos canais de Giethorn (e pelo lago também, colado ao vilarejo). 

Tem medo de se "arriscar ao volante" de um barco? 

Imagina, nem pense nisso. O barquinho é super fácil de ser conduzido, é muito silencioso e por mais que você tente acelerar, anda devagarinho devagarinho. 

Você terá de seguir uma rota pré-determinada (igualmente fácil de ser identificada e seguida), pois os canais de Giethorn são de mão única. 

Você parte do canal principal, pega o jeito de pilotar o barco e quando chega ao centro do vilarejo, é obrigado a virar e pegar o canal à esquerda. Você navegará pelo estreito canal passando por baixo de diversas pontes e terá uma visão privilegiada da vila e de suas casas e jardins de boneca. 

O canal vai dar no lago, muito bonito também, e após navegar nele por um tempo, retornará ao vilarejo no seu lado oposto, entrando novamente em um canal estreito que vai dar no canal principal, onde deve devolver o barco. 

O percurso todo dura cerca de 1 hora. Leve gorro e casaco, porque faz frio e o vento pode se mais forte na região do lago. E divirta-se muito!

De volta à terra firme, vá desbravar o vilarejo a pé. 

Reserve ao menos meio dia para esta parte, pois embora pequena, Giethorn tem muito o que ser visto e apreciado. E além do mais, você vai parar a cada 5 metros para uma nova foto, garanto. 

Ótimas opções de restaurantes em Giethorn. Tem até fondue!

Para quem quer apreciar Giethorn com mais calma, há boas opções de pequenos hotéis e pousadas nas proximidades. Muita gente faz um pernoite lá para ter 2 dias no vilarejo. Nós não dormimos lá, fizemos um bate-volta da região de Utrecht, saindo logo cedo e retornando ao final do dia. E mesmo assim, conseguimos aproveitar bastante, sem correria.

Enfim, Giethorn está lá, escondidinha, te esperando. Você não vai deixar de visitá-la ao menos uma vez na vida, vai?