Morri e estou no paraíso?

31/07/2018

Existem lugares que marcam nossa vida para sempre pela sua incrível beleza. Lugares que nos fazem pensar que morremos e chegamos ao paraíso....já sentiu isso? Ah, aquela praia deserta e paradisíaca....aquela cidadezinha medieval com castelo de conto de fadas....aquela cachoeira esplendorosa despencando do penhasco....cada um tem os seus lugares especiais para contar!

Eu tenho a sorte de trabalhar no ramo do turismo e de poder viajar para lugares maravilhosos, e agradeço muito por isso. Já estive em alguns desses locais "especiais" e sempre que posso, planejo qual será o seguinte.

Hoje vou falar de um deles.

Fica nos Dolomites, Itália.

Os próprios Dolomites, com suas montanhas em formatos peculiares e paisagens estonteantes, já seriam por si próprios um desses destinos de sonho. Mas vou me aprofundar em um recanto especial dentro desta região. Chama-se "Alpe di Siusi" (ou "Seiser Alm, em alemão).

Trata-se do maior planalto da Europa, estendendo-se por uma área de 57 km2.

A melhor forma de chegar a ele é pegando um bondinho na pequena e charmosa cidade de Ortisei, ou na igualmente pequena e encantadora cidade de Siusi. Uma vez lá no alto, no planalto, é hora de bater perna e caminhar muito. Nada de carro, Alpe di Siusi é para ser contemplada e descoberta a pé ou, no máximo, em um passeio nas charretes que circulam pela região.

Nós subimos por Ortisei em uma linda manhã de sol, que veio como que nos presentear em uma espécie de compensação após alguns dias de muita chuva e frio em nossa estada nos Dolomites, em 2016.

Logo que acordamos e vimos aquele céu azul, sem uma única nuvem a "ameaçar", percebemos que aquele seria um dia memorável. Saímos cedo do Hotel Granvara, em "Selva de Val Gardena" (aliás, fica a dica: se planeja passar alguns dias na região, este hotel é muito recomendado. Clique aqui e acesse o site) e em poucos minutos já estávamos deixando o carro no estacionamento da "funivia" que nos levaria ao planalto, a uma altitude média de 1.850 metros.

O percurso de subida é já muito bonito, mas bonito mesmo, MESMO, é quando você chega lá no alto e se depara com aquela imensidão de campos verdejantes com os altos e pontudos picos dos Dolomites ao fundo. 

Meus pais no bondinho que leva de Ortisei ao planalto de Alpe di Siusi

Ortisei vista do bondinho, durante a subida.

E aí você chega lá em cima e se depara com isso!!!
Dá vontade de passar o dia sentado no banco contemplando a paisagem!

Tem até alguns bancos estrategicamente colocados ali para você poder sentar e absorver tudo aquilo...você se senta e fica...e fica...e não tem mais vontade de sair....não sei você, se for lá um dia, mas eu me senti chegando no paraíso!

Bom, a vista está ótima mas lembre-se, é hora de caminhar por aqueles campos, que ficam mais abaixo...você pode descer até eles caminhando (foi o que fizemos), sentado em uma charrete ou, se estiver funcionando (quando fomos não estava), em um teleférico aberto.

Não demora mais de 15 minutos andando e você estará lá, dentro do planalto de Alpe di Siusi. Uma estradinha pavimentada te leva calmamente por uma paisagem fantástica de campos altos. 

Deve ser um show vir aqui no inverno, quando tudo está branquinho de neve...mas lhe digo, não trocaria pela época em que visitamos, em plena primavera. Os campos cobertos de flores, meu Deus, lindo demais! 

Alpe di Siusi no inverno...

...outono...

...e todo florido, na primavera (quando fomos). Lindo em todas as épocas do ano!

A caminhada é quase toda feita na reta (lembre-se, é um planalto) e com tanto capricho da natureza à sua volta, você nem cansa de tanto andar. Quando menos se der conta já terá caminhado quilômetros...e não terá vontade de parar, muito pelo contrário, vai querer seguir adiante por outros tantos.

Vacas e cavalos pastando, pequenos chalés alpinos aqui e acolá, gramados com o verde mais verde que já vi, cobertos pelas flores, ora brancas, ora amarelas, violetas...pinheiros sempre tão fotogênicos com morros e picos altos ao fundo....o "som gritante" do silêncio, quebrado vez ou outra pelo barulhinho gostoso da brisa ou do canto dos pássaros...é, morri e estou no paraíso, só pode!

diversas opções de caminhadas pela região, a que nós fizemos era em sentido a "Compaccio", onde fica a estação do outro bondinho, que sobre por "Siusi". 

Antes de chegar lá, paramos em um típico hotel/restaurante, chamado "Vitalpina Hotel Icaro", onde almoçamos. E que almoço! A comida? Nem me lembro, para ser sincero...mas a vista que tínhamos ali, no terraço ao ar livre...ah, essa eu não esqueço! Nosso pequeno Henry também adorou, correndo livre e solto pelo imenso gramado à frente....e depois de comer, deliciosas poltronas nos aguardavam para ficarmos ali vendo a vida passar tranquilamente....momentos simples mas que nos marcam para sempre!

Imagem do hotel/restaurante onde almoçamos.

Diante deste show da natureza agente acaba se sentindo tão pequenininho...rsss

Os intermináveis campos floridos...

...fizeram a festa do nosso Henry!

Na volta optamos pela experiência de passear pela região no sacolejo manso de uma charrete, puxada por lindos cavalos loiros...uma delícia, principalmente no trecho final, em subida - àquela altura, ela seria um pouco cansativa, a pé...rsss. Mas prepare-se, o preço é bem salgado!

De volta ao topo, de onde parte o bondinho de regresso à Ortisei, mais uma parada para contemplação da paisagem, enquanto Henry se divertia no playground e a Adri na lojinha...rss. Vontade de ir embora? Nããããooooo....lógico que depois fomos (fazer o que né?), mas aquela imagem ficou guardada e levamos para sempre conosco, garanto!