Keukenhof é mesmo tudo isso? Sim, é sensacional!

21/05/2018

Nas próximas postagens vou detalhar algumas das atrações que visitei em minha viagem à Holanda, procurando sempre que possível dar dicas que possam ajudá-lo caso esteja planejando viajar para lá.

Começarei falando sobre o Parque Keukenhof.

Foi graças a ele que me interessei pela Holanda e, mais adiante, que passei a pesquisar mais a fundo o país como potencial destino para uma futura viagem. Sempre que via fotos do parque na Internet me maravilhava e pensava, um dia tenho que conhecer!

O imenso parque de flores fica aberto apenas alguns meses do ano, justamente no período de floração das tulipas. A sugestão é que se visite Keukenhof, e a Holanda como um todo, no ápice das flores, entre os meses de abril e maio. Neste ano, em 2018, o parque abriu dia 22 de março, marcando seu 69º ano de funcionamento. 

O ideal, segundo diversos relatos que li, é que seja em meados de abril. Consegui marcar nossa viagem para dia 22 de abril, poucos dias depois deste período mais indicado, e visitei o parque (realizando este meu antigo sonho) no dia 24.

Visitar Keukenhof. A realização de um antigo sonho.

Mesmo com o intenso frio, tempo encoberto (praxe na Holanda) e alguns dias atrasado em relação ao período "ideal", o passeio valeu muito, MUITO a pena. Alguns campos de tulipas que circundam o parque já estavam sem flores, mas o parque em si brilhava com seu colorido indescritível.

Vou dizer meus amigos, NADA se compara em termos de flores ao que você verá em Keukenhof. Não perca se uma vez na vida tiver a oportunidade de conhecê-lo...vá, vá, vá!

Como disse, Keukenhof é enorme, e muitos recomendam cerca de 3 horas para visitá-lo. Não caia nessa. 

Reserve um dia inteiro se puder! E faça tudo com calma, apreciando cada pedacinho deste paraíso na terra.

Localizado a cerca de 30 km de Amsterdam, o que o torna uma atração turística ainda mais disputada, o parque é acessado facilmente de carro ou usando o transporte público (ou transporte especial que parte do aeroporto Schiphol). 

Se for de carro, como fizemos, tente evitar a entrada principal, sempre muito congestionada (veja no mapa mais abaixo, numero 3) e procure pela entrada extra, que fica do lado oposto do parque. Muito mais tranquila, garanto! (veja no mapa mais abaixo, numero 1)

Tente também, na medida do possível, visitar Keukenhof no começo da manhã, antes que ele seja invadido pela multidão de turistas. Mas não se assuste, mesmo lotado como no dia em que estivemos lá, você dificilmente se sentirá incomodado. O parque é tão grande que as pessoas acabam se espalhando e, tirando a região mais próxima da entrada principal e a região do moinho, dava para andar tranquilamente.

O moinho (veja no mapa mais abaixo, numero 2), aliás, é uma ótima pedida para iniciar o passeio, pois do alto você poderá ver parte dos imensos campos de tulipas. Costuma ter muitas filas, portanto vá cedo. Lojinhas e opções de lugares para fazer um lanche ficam também nessa área. 

Bem próximo ao moinho fica a simpática casinha da coelhinha Miffy, criada pelo holandês Dick Bruna e que se transformou em sucesso no mundo todo (veja no mapa mais abaixo, numero 5). No local você poderá comprar lembrancinhas da personagem e seu pequeno poderá se divertir nos brinquedinhos que ficam em volta (Henry amou uma espécia de gangorra, não queria sair de lá de jeito nenhum...rsss).

E que tal um waffle? E andar de tamanco? rsss

Andando mais um pouco você chegará a uma pequena fazendinha, com ovelhas, patos, burrinhos entre outros. Seu pequeno poderá entrar e interagir com eles, o que torna o passeio ainda mais especial para a criançada. E logo ao lado, um playground sob a sombra de grandes árvores completa as atividades oferecidas aos visitantes mirins (numero 6, no mapa mais abaixo).

No centro do parque fica uma grande área de estufas (numero 4, no mapa mais abaixo), e junto à entrada principal um enorme conjunto de lojas e restaurantes (há restaurantes por todo o parque, mas a qualidade da comida não é lá grande coisa).

De resto, é bater pé e andar bastante. 

Cansa? Juro que nem senti muito, é tanta coisa bonita para ver que você quer seguir sem parar. 

E as fotos? Ah sim, claro, você vai interromper sua caminhada a cada 5 metros para tirar uma nova fotografia, garanto! E seu álbum ficará recheado de lindas imagens!

E qual foi a parte que mais gostei? 

Difícil responder, o parque todo me encantou. Mas se for escolher, olhando no mapa acima, escolheria a área com numero 7. Como gosto muito de caminhar nos bosques, encontrei nesta área meu cantinho predileto. 

Além de conhecer o parque a pé, todos sugerem que se faça também o passeio de barco (que atravessa os campos de tulipas em pequenos canais) e que se alugue uma bicicleta - nada mais holandês que isso...rsss - para conhecer os campos de tulipas próximos ao Keukenhof. 

E são muitos! 

Há rotas pré-definidas com diversas intensidades - a Rota 1 tem duração aproximada de 1 hora ;  a Rota 2, de 1 a 2 horas ;  a Rota 3 de, de 2 a 3 horas ; e finalmente a Rota 4, também de 1 a 2 horas. O percurso percorrido varia de 5 km a 25 km.

Infelizmente devido ao nosso pequeno Henry, não fizemos. Gostaria sobretudo de ter feito o passeio de bike, mas nem por isso deixamos de conhecer os campos próximos. Fomos de carro mesmo , meio sem rumo, e íamos descobrindo um atrás do outro, um mais belo que o outro. Parávamos o carro e descíamos em todos eles.

Em um próximo post estarei falando mais sobre os campos de tulipas, aguardem.

ALGUNS NÚMEROS
Em 2011, visitaram o parque 884 mil turistas. Esse numero se manteve próximo a 900 mil até 2014, quando ultrapassou pela primeira vez a marca de 1 milhão de visitantes. Em 2017, novo recorde. Nada mais nada menos que 1,4 milhão de turistas passaram por Keukenhof.

PROGRAME-SE
Em 2019 o parque será aberto do dia 21 de março ao dia 19 de maio. Acesse o site oficial para mais informações.