Hotel só com café da manhã ou meia-pensão? Ou All Inclusive?

14/01/2018

OBS: este texto passa de forma bem superficial sobre um assunto bem mais complexo, que é a gastronomia - do qual, inclusive, tenho zero de conhecimento...rs....reflete apenas minha opinião de viajante em alguns locais específicos.

Na hora de escolher um hotel, muita gente se pergunta se vale a pena optar pelo sistema All inclusive ou meia-pensão em lugar do tradicional bed & breakfast.

O sistema All Inclusive é certamente muito atraente e está a disposição, geralmente, nos grandes resorts (sobretudo aquelas de praia). Eles possuem enorme estrutura de lazer e localização privilegiada, e seus hóspedes costumam passar o tempo todo de sua estada lá, dentro do complexo hoteleiro. Como não saem, é natural que os hóspedes tenham a disposição, lá dentro, todas as opções de refeição que necessitam. E viva a comodidade!

Mas tenha em mente que em muitos dos resorts que oferecem esse sistema, há muita quantidade...mas a qualidade, hmmm, essa passa longe - seja nas refeições, seja nas bebidas! Comidas sem gosto, bebidas em copos de plástico...filas....falta de reposição...pratos já frios...são alguns dos perrengues possíveis. 

Quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade. Cuidado com o All Inclusive...pesquise bem antes de escolher o resort.

Portanto desconfie quando o hotel oferecer "tudo incluído" com preço baixo. Um buffet quilométrico com pratos da cozinha regional + especialidades da cozinha italiana, japonesa, indiana, tailandesa e etc não é garantia de satisfação (é muito mais difícil conseguir qualidade quando se cozinha para grandes multidões, não é verdade?). 

Pesquise bem (o TripAdvisor é uma ótima ferramenta para tal), ouça opiniões de amigos, escolha com cuidado.

Ok, mas e a opção entre meia-pensão e apenas café da manhã?

O que reportarei, a seguir, é baseado nas minhas experiências na hotelaria europeia de estâncias campestres e alpinas, onde normalmente encontra-se mais facilmente a oportunidade de incluir jantar (e muitas vezes almoço também) no preço da diária. 

Nos hotéis dos grandes centros, seja naqueles de grandes redes como nos estabelecimentos menores, o padrão é de oferecer somente o café da manhã no preço - embora em muitos casos, nem este esteja incluido (em minha busca recente por hotel em Amsterdã, por exemplo, quase todos cobravam o café da manhã a parte).

E então, se o hotel que você pretende ficar oferece meia-pensão, vale a pena?

Depende! É prático? Sim, claro! Você passeia durante o dia, almoça fora e a noite janta no hotel, sem ter de sair novamente...e normalmente os pratos são de qualidade, assim como a opção de bebidas - sobretudo a carta de vinhos. O jantar torna-se um momento mais formal, desfrutado lentamente - e os hóspedes europeus, em sua grande maioria, vestem-se muito bem para a ocasião. E isso é bom? Vale a pena?

Nos pequenos hotéis e pensões, principalmente da Alemanha, Suíça e Áustria, o jantar da meia-pensão é servido em "stubes", pequenos ambientes típicos e acolhedores.

A resposta é SIM, se: você aprecia mais formalidade e gosta de ficar bastante tempo sentado à mesa, apreciando uma lenta sequência de serviço....é SIM também pelo lado financeiro, pois costumeiramente a relação custo/benefício compensa bastante. Aprecia pratos bem elaborados? Então SIM, é uma ótima opção. Ah, e vale a pena relatar que na maioria dos hotéis que oferece esse sistema, há uma grande e linda seleção de saladas, queijos e doces incluídos no jantar, o que só aumenta o peso da resposta "SIM".

Jantar com generoso (e ótimo) buffet de saladas e queijos.
Típico nos hotéis europeus com sistema de meia-pensão.

E quando a resposta é NÃO, não vale a pena?

Quando você é, digamos assim, mais descolado e relaxado...quando prefere vestir um jeans e camisa polo no jantar, ao invés de uma roupa mais formal....é não também quando você gosta de sair e de experimentar locais diferentes a cada noite. 

Não é recomendado também quando você não tem "espírito aventureiro" de experimentar pratos desconhecidos, e quando não gosta de ficar "preso" a um cardápio pré-estabelecido, sem muitas opções de pratos diferentes.

E é igualmente NÃO quando você prefere comer uma bela macarronada, uma pizza ou um franguinho com legumes, ao invés de pratos cheios de frescuras (aqueles que na descrição tem um nome gigante, mas quando chegam à mesa são minúsculos, deixando a maior parte do prato vazia - embora visualmente sejam muito bem finalizados e bonitos).

Filé de rabo de cervo ao molho de vinho tinto com crosta de castanhas portuguesas e pétalas de flor de laranjeira, acompanhado por risoto de cogumelos da Eslovênia e aspargos cozidos lentamente sobre folhas de plátano? Eu, pessoalmente, sou mais um filet com fritas...rssss

Pratos requintados (alguns serão novidade para seu paladar) x comida trivial...ó duvida!

Em linhas gerais, para finalizar, o que eu diria é o seguinte:

Vai à praia ou ao hotel de campo e pretende se estabelecer no hotel/resort sem sair constantemente para passeios? Opte pelo All Inclusive ou pela meia-pensão.

Vai às montanhas e gosta de bater perna por aí? opte pela meia-pensão se você for mais caseiro e estiver em vilarejos pequenos, com poucas opções para comer fora... ou opte apenas pelo café da manhã no hotel se você prefere variedade e novos lugares a cada novo jantar...se você faz o estilo mais descontraidão, essa talvez seja sua melhor opção - café no hotel e jantar fora.

Vai às grandes cidades? Dificilmente você terá outra opção além de café da manhã, mas mesmo se tiver, aproveite a grande variedade gastronômica desses centros e jante fora.