Dos lagos que eu vi...esses nunca esqueci!

18/02/2018

De acordo com o Wikpédia, "Um lago é uma depressão natural na superfície da Terra que contém permanentemente uma quantidade variável de água. Essa água pode ser proveniente da chuva, duma nascente local, ou de curso de água, como rios e glaciares geleiras que desaguem nessa depressão." No termo popular, é "água cercada por terra por todos os lados". 

Independente da descrição, lagos são uma obra de arte da natureza e sempre nos encantam, não é verdade? 

E nesse mundão tem lago para tudo que é gosto...alguns enormes, famosos...outros pequenos, escondidos e quase "anônimos".

Titicaca....Léman...Moraine...Michigan...Vitoria...Como...Ness...

Apesar de já ser bastante viajado, ainda não tive a oportunidade de conhecer a maioria deles, esses lagos cuja fama ultrapassa fronteiras e atinge o mundo todo!

Mas conheci muitos outros, menos "midiáticos", e alguns deles ficaram para sempre na minha memória! Dos lagos que conheci, esses são os que nunca esqueci! 

Fica a dica, caso você esteja por perto. Não deixe de conhecer!

Hintersee - Alemanha

Fica na região de Bertchetsgaden, próximo da divisa entre Alemanha e Áustria - a apenas 34km da bela cidade de Salzburg. 

A partir de Berchtesgaden, siga até o pequeno vilarejo de Ramsau, famoso por sua pitoresca e fotogênica igrejinha, capa de muitos calendários e cenário constante de quebra-cabeças (Ramsau está a 13km de Berchtesgaden).

A famosa e super fotogênica igrejinha de Ramsau, a caminho do Hintersee

Seguindo adiante pela linda estradinha panorâmica, são apenas mais 6km e pronto, você chegou! O Lago Hintersee (cujo significado é "lago de trás") em um dia de sol é, sem qualquer sombra de dúvidas, um dos mais lindos que já visitei. Paramos lá por acaso, a procura de um lugar para almoçar...o acaso acaba muitas vezes sendo um ótimo companheiro de viagem...rsss

Suas águas extremamente claras e azuladas contrastam com o verde dos pinheiros e os picos nevados ao fundo. Escolha um dos restaurantes que o margeiam para um almoço agradável ou opte por um pique-nique com vistas privilegiadas. Depois não deixe de alugar um barquinho ou pedalinho para conhecer seus recantos e, para terminar, faça uma caminhada pelas trilhas à sua volta. É garantia de momentos agradáveis e de ótimas fotos...seja aquelas impressas no papel, seja aquelas impressas para sempre na sua memória!

Hintersee, Alemanha.

Nosso pequeno Henry "pilotando" o pedalinho

A trilha que faz a volta no Hintersee garante ótimos pontos de observação...eu ficaria horas e horas sentado neste banco, só absorvendo a paz deste local.

Um lugar de sonhos para passeio na natureza, em família

Tahiti? Maldivas? Caribe? águas claras e transparentes...
você enxerga o fundo...lindo!

Königssee - Alemanha

A região de Berchtesgaden, na Alemanha, é prodigia em lindos lagos! Além do Hintersee citado acima, tem também o "Königsee" (Lago dos Reis). Igualmente bonito mas bem mais famoso que o anterior, fica a no vilarejo de Schönau, a apenas 4km de Berchtesgaden.

Muitas vezes lotado de turistas (curiosamente, muitos asiáticos), sua grande atração é o passeio de barco elétrico até a Igreja de São Bartolomeu. Minha dica para evitar a lotação: chegue cedo!

O passeio traz uma paz muito grande...a começar pelo barco, que por ser elétrico, não faz barulho (além de não poluir). Depois, a beleza da região, indescritível! E com um grande momento no meio do caminho, quando o barqueiro para próximo à um desfiladeiro e toca seu trompete...o som ecoa pelo lago todo, em um fantástico efeito sonoro! É de arrepiar!

Ao chegar ao pier da igreja, garanta logo um lugar à sombra no restaurante local, cuja vista é, também, linda demais! Salsichão com chucrute, cerveja e apfelstrudel a parte, que você pode degustar lá, aproveite e faça também um passeio pela trilha local, primeiramente dentro do bosque e depois na margem do lago! Ah, só de escrever já me dá saudades! Vá, vá e vá....você não vai se arrepender!

O Königssee visto do alto, espremido entre as montanhas...

...e o delicioso passeio até a igreja de São Bartolomeu, no barco elétrico.

E o barquinho segue adiante pelas águas claras do lago

A Adri e o Henry, durante passeio na trilha local (maio de 2017)

Cervejando no restaurante local..rsss

Vista de dentro do barco, durante o passeio...

...e parada para escutar o som do trompete fazendo eco pelo lago todo

Que delícia de passeio!

Eibsee - Alemanha

E já que estamos na Alemanha, vai aí mais um lago de sonhos! Localizado próximo à cidade de Garmisch-Partenkirchne (repita 15 vezes até aprender esse nomezinho fácil...kkk), na Alta Baviera, o Eibsee é outro que visitei (mais de uma vez) e me apaixonei.

Está envolto por uma frondosa floresta de pinheiros e aos pés da Zupspitze, montanha mais alta da Alemanha, com 2.962 metros de altitude. É de lá inclusive que parte o bondinho que sobe ao cume. 

Logo na chegada ao lago, próximo do estacionamento, fica um bonito hotel, o "Eibsee Hotel", onde tive o privilégio de me hospedar ano passado. Tem coisa melhor que abrir a porta da varanda do seu quarto e se deparar com um lago de águas límpidas, com muita natureza em volta? E ainda por cima, aos pés de um enorme monte?

Se tiver pique faça a caminhada que contorna o lago (a primeira vista parece um passeio nem tão longo, mas não se engane, a volta é grande...rss...são cerca de 2 horas de caminhada)...se não quiser andar tanto,  faça ao menos uma parte do caminho, o visual é incrível. Sente nas pedras próximas às "praias" que se formam à sua volta, dê pão aos patos, coloque os pés na água...e se for corajoso, mergulhe! Quando fui, não tive essa coragem toda...a água estava muito gelada. Depois alugue um barquinho e conheça o Eibsee "por dentro".

O Eibsee e a Zugspitze ao fundo

Na outra margem do lago, vista parcial do prédio do Eibsee Hotel

Vista da varanda de nosso quarto no Eibsee Hotel

Dar pão aos patos apreciando a vista

Mesmo com tempo encoberto, o Eibsee segue encantando

A montanha mais alta da Alemanha, no meio das nuvens,
vista do quarto do hotel

Oeschinensee - Suíça

Outro lago de nome complicado...outro lago espetacular da Europa! Próximo à cidade de Kandersteg, na Suíça. Estive lá uma vez, foi inesquecível!

Para chegar ao lago você primeiro sobe o morro em um teleférico fechado, e no caminho já vai apreciando belas paisagens. Depois, faz uma breve caminhada passando por campos e bosques e de repente se abre à sua frente uma vista surpreendente...um lago de um azul mágico, encaixado entre enormes paredões com neve no cume.

Como de costume, há no local um simpático restaurante típico, ótimo para você almoçar e se alojar. De lá, partem trilhas de vários níveis...todas elas incríveis. O que mais me impressionou, garanto, foi a cor de suas águas. Lembra muito aqueles lagos canadenses que costumamos ver em anúncios e folders de turismo.

Há também a opção de alugar barcos, o que fizemos....vimos uma linda cachoeira no final do lago e quisemos chegar até ela, remando...mas a distância me iludiu, e acabou sendo um passeio bastante cansativo. Resultado: não chegamos à cachoeira e meus braços ficaram doendo pelos próximos dias....rsss

Para chegar ao lago é preciso, antes, pegar esse bondinho

O lago de nome complicado e beleza indescritível

Algumas trilhas são bem puxadas e levam ao alto do morro,
para um lindo visual superior do lago.

Eu bem que tentei, mas não consegui chegar remando até a cachoeira lá no fundo

Terraço do restaurante local

Lauenensee - Suíça

Perto da famosa estação alpina de Gstaad, na Suíça, esconde-se mais uma pérola, o lago Lauenen.

O caminho para lá já vale a pena, muito a pena. Saindo de Gstaad você entra em um vale muito bonito, repleto de campos floridos. Dá vontade de parar a cada 10 metros para tirar uma nova foto.

Ao chegar, você logo avista uma enorme cascata, como que colocada lá por Deus só para esnobar...nem precisava dela para tornar o local especial. A trilha que faz a volta no lago é fácil de ser percorrida, eu diria que em uma hora você completa o percurso andando calmamente e parando algumas vezes para apreciar a paisagem. O legal de lugares assim, bonitos e escondidos, é que fazem você se sentir em contato com  natureza em um plano superior, sem igual....você se sente pequeno diante da sua pujança! São passeios simples, sem grandes estruturas, mas que fazem um bem imenso à alma!

Só o caminho até o Lauenensee já vale o passeio.

O lago e sua grande cascata, ao fundo

Posso Azul - Brasil

Quem já teve a oportunidade de visitar a Chapada Diamantina, no nosso Brasilzão, deve certamente ter vivido a experiência de visitar o fantástico Poço Azul. Se você foi e não visitou, vá de novo, você bobeou....rssss...se nunca foi, aconselho muito.

As grutas com poços de água cristalina são atrações muito singulares na Chapada Diamantina. A combinação entre as formações rochosas, a transparência da água e a incidência da luz solar criam uma atmosfera mágica, tornando o Poço Azul e o Poço Encantado, dois atrativos de tirar o fôlego de qualquer um. O poço fica fora da área do Parque Nacional e é cobrado ingresso. O passeio e a flutuação são acompanhados por guias.

Uma das coisas que mais impressiona no poço é que, mesmo com a profundidade, com áreas que variam de 20 a 60 metros, é possível ver nitidamente tudo o que está no fundo, como pedras e troncos de árvores. À primeira vista, ainda é possível confundir onde termina a rocha e onde começa o meio aquático. Uma das justificativas para tanta limpidez é a existência de elementos como o carbonato de cálcio, que filtra a água, contribuindo para a sua transparência.

Já a coloração da água, de acordo com biólogos, se deve basicamente pela mesma razão que o céu é azul. "A luz visível que vem do sol é composta por todas as cores e, ao encontrar com a atmosfera, ela passa direto, enquanto a luz azul bate nas moléculas de nitrogênio e oxigênio e é refletida em todas as direções", explica. 

Do lado de fora há uma pequena estrutura para atender aos turistas, incluindo um restaurante simples, mas com comida da boa. 

Imagem da escadinha rudimentar que leva os visitantes ao fundo,
onde se encontra a lagoa.

A transparência da água é tão intensa, que fica difícil visualizar onde começa.

Nesta imagem de um banhista, parece que o mesmo "flutua", não é mesmo?

Além desses lagos descritos acima, eu poderia listas diversos outros, cada qual especial por um ou mais motivos....a lagoa da Coca-Cola, no Rio Grande do Norte...o Lago di Garda, na Itália...o minúsculo e incrível lago de Ghedina, nos dolomites italianos...os lagos de Bariloche, na terra dos hermanos...e até o lago do clube onde passei minha infância, na Serra da Cantareira! Lagos são sempre locais propícios para passeios, bons momentos e ótimas recordações!

O lago do Petrópolis Tênis Clube, na Serra da Cantareira, SP