Call Center da GOL me irritou...e dei nota máxima para ele!

15/05/2018

Certas "modernidades" me irritam!

Uma delas é ligar para um Call Center e ter de interagir com uma máquina.

Sou do tempo em que eu ligava para uma empresa, por qualquer motivo, e do outro lado da linha escutava um "alô"....tudo rápido, direto e objetivo.

Hoje não é mais assim. As empresas se "atualizaram", adotaram "novas tecnologias" no atendimento telefônico. Fica parecendo que querem cada vez menos atender os clientes e sim direcioná-los para seus sites.

Lido bem com a Internet, faço a maioria das coisas através desta ferramenta, principalmente os serviços bancários. Evito a todo custo ter de telefonar para uma dessas Centrais, pois sei o fardo que é.

Mas existem situações em que não temos outra escolha. Recentemente tive de ligar na Central da GOL, para tirar uma dúvida sobre o pagamento da mala que pretendia despachar em minha viagem (aliás, outra "modernidade" que não consigo compreender).

Uma dúvida simples, a empresa não perderia pouco mais de um minuto comigo. 

Mas não, transformam o contato em um tormento, um verdadeiro teste de paciência! Parece mesmo que não querem de jeito algum que você fale diretamente com eles. Em lugar disso, você fica perdendo seu tempo "batendo papo" com uma máquina, que para passar uma sensação de contato mais pessoal, tem uma voz feminina e fala de forma informal.

Bem-vindo à GOL, se você quer falar em português, tecle 1, em inglês, tecle 2. OK, obrigado, se deseja falar sobre passagem aérea nacional, tecle 1. Passagem aérea internacional, tecle 2...e assim vai seguindo...você adquiriu sua passagem pelo site da GOL, através de agencia de viagens ou utilizou o programa Smiles? Ok, entendi....você deseja falar sobre mudança de data, de voo, de itinerário?...lembre-se que as informações podem ser acessadas em nosso site...alô, se que quisesse, tinha ido no site, mas estou aqui tentando falar com alguém...poderiam me atender por favoooor???

Ok, estamos quase lá....você deseja falar sobre bagagem despachada, bagagem perdida, bagagem danificada ou bagagem interespacial??? Ou, ou, ou, ou o raio que o parta, que saco!!! Um verdadeiro fardo, uma sequência interminável de etapas, cheias de perguntas longas e blá blá blá...e quando você está quase desistindo, irritado com tanta encheção (e com vontade de jogar o telefone na parede), eis que finalmente, ufa, aparece uma voz humana do outro lado da linha! 

Aí a primeira coisa que você quer é descarregar na atendente toda a sua raiva e frustração com esse processo interminável, mas aí você lembra que já perdeu muito do seu precioso tempo e quer o mais rápido possível resolver seu problema. E eis que do outro lado da linha a atendente se mostra um doce de pessoa, te atende super bem, com informações claras e precisas. E resolve tudo com eficiência e simpatia! 

Poxa, custava ter me colocado em contato com ela de forma mais rápida? Será que não percebem que a satisfação dos clientes seria muito maior? Por que esse lenga-lenga todo?

Ao final, a simpática atendente pede que eu avalie seu atendimento. E como ela foi nota 10, dou ao atendimento a nota máxima! Apesar de ainda extremamente irritado com a empresa...

E depois fico me perguntando: minha avaliação positiva, direcionada exclusivamente à atendente, teria sido interpretada pela GOL de que forma? Talvez, pela visão empresarial míope deles, estejam achando que gostei do sistema de atendimento deles...vai saber...