A incrível Holanda! Dicas, opiniões e sugestões

18/05/2018

A maioria dos brasileiros que viaja à Europa costuma passar longe da Holanda, preferindo sobretudo a Itália, França, Espanha, Portugal e Reino Unido. 

Muitos até passam por Amsterdam, mas acredite, a Holanda VALE MUITO A PENA e é MUITO MAIS QUE APENAS AMSTERDAM!!!

Estive nos Países Baixos na última semana de abril, e primeira de maio, em uma viagem mágica com a Adriana e nosso pequeno Henry.

Tá certo que o começo foi conturbado (clique aqui e leia post sobre isso) e chegamos a pensar que nada daria certo. Os dias seguintes ao da chegada, porém, se revelaram maravilhosos em todos os sentidos e saímos de lá apaixonados pela Holanda.

Em um próximo post vou falar mais detalhadamente do nosso roteiro, que pode eventualmente ajudar muito quem ainda não conhece e pensa um dia em visitar esse incrível país.

Hoje passarei rapidamente sobre alguns aspectos dessa viagem, com dicas, opiniões e sugestões também importantes para quem vai para lá. E VÁ, VALE MUITO A PENA!!!

HOLANDA TODA, POR FAVOR
Coloque a Holanda no mapa da sua próxima viagem ao Velho Continente...vá, vá mesmo! Mas pelo amor de Deus não, NÃO coloque apenas Amsterdam neste roteiro!!! O país é super pequeno, tem uma ótima rede viária e muitos atrativos interessantes fora da sua principal cidade. A maioria deles não fica a mais de 1 hora de carro de Amsterdam. 

Castelos, palácios, parques e parques nacionais, vilarejos típicos, cidades históricas e modernas, museus, campos a perder de vista, vaquinhas malhadas, canais e mais canais...a Holanda tem isso tudo, e de sobra!

Nas imagens abaixo, alguns exemplos de lugares mágicos na Holanda.
A pequena Giethorn, que parece saída de um conto de fadas ; o Castelo de Haar ;
A medieval Amersfoort ; e o vilarejo pesqueiro de Volendam.

GPS
Eu sou uma pessoa com excelente sendo de direção, me viro super bem em lugares que não conheço me guiando simplesmente por esta facilidade de localização. Mas na Holanda meus amigos, meu senso de direção iria me deixar MUITO na mão! O país é todo plano, sem pontos de referência, e com uma série interminável de rodovias e estradas secundárias se cruzando o tempo todo. Coisa de doido, juro. 

O GPS é INDISPENSÁVEL! Sem ele não teríamos nem chegado ao nosso hotel, que ficava a menos de 10 minutos do aeroporto! Imagine então rodar o país como rodamos!!! Além do mais, importante citar, os nomes das localidades são quase todos muito complicados, o que dificultaria ainda mais a tentativa de se localizar através de placas. Vai por mim, use o GPS, mesmo que seja para ir ali na esquina...rsss

BASE PARA SEUS ROTEIROS PELO "INTERIOR"
Reserve, claro, de 2 a 4 dias para conhecer Amsterdã. Mas reserve a maior parte da sua estada por lá para conhecer outras regiões interessantes, quase todas sempre muito próximas. Minha dica (é o que fizemos), se hospede em um hotel fora de Amsterdã (pode ser na região próxima ao Aeroporto de Schiphol) e estabeleça esta como a base de seus roteiros. Deixe para se hospedar dentro de Amsterdã apenas nos dias em que estiver visitando exclusivamente a cidade.

O Hotel Courtyard by Marriott Amsterdam Airport é uma ótima sugestão
para montar seu QG na Holanda. Perto do aeroporto, de Amsterdam
e da maioria das atrações do país. E com um lindo parque no fundo.

QUANDO IR
Aqui não tem erro, prefira a primavera. Mas especificamente o mês de abril e comecinho do mês de maio, quando o país explode em cores com seus imperdíveis e indescritíveis campos repletos de tulipas! É um sonho, acredite! Uma daquelas coisas que PRECISAMOS conhecer ao vivo ao menos uma vez na vida! 

KEUKENHOF E ARREDORES
O mundialmente famoso parque de Keukenhof fica próximo a Amsterdam e funciona apenas alguns meses do ano, justamente no período da floração das tulipas.

Foi vendo fotos dele na Internet que pela primeira vez me interessei pela Holanda e confesso, foi graças a ele que passei a pesquisar outras atrações no país e, então, planejar mais a fundo essa viagem. 

O parque é enorme, muito grande mesmo, e L-I-N-D-O demais!!! 

E, claro, por isso mesmo, bem cheio também. Prefira visitá-lo logo cedo, assim evitará as grandes multidões de turistas. Mas mesmo em horário de pico vale a pena...pelas suas dimensões, mesmo lotado o parque te permite passear tranquilamente pelos seus infinitos caminhos recheados de flores de todas as cores que possa imaginar. Reserve um dia inteiro para o Keukenhof, vai a dica.

E se puder, não se limite apenas a ele. Seja de bicicleta (há locais para locação na entrada do Keukenhof), a pé ou mesmo de carro, aproveite para explorar a região ao redor do parque, conhecida como a Rota das Flores. Você será brindado com uma infinidade de campos de tulipas, um mais bonito que o outro (em alguns deles, você consegue entrar no meio da plantação e fazer aquelas fotos dignas de cartão postal).

MOINHOS?
Um dos grandes símbolos da Holanda! Dizem que ainda há mais de mil moinhos de vento no país mas, ao menos na experiência que tive, não vi eles com tanta frequência como imaginava. 

Você verá muito mais moinhos daqueles modernos, enormes, que ajudam a produzir energia elétrica para o país, do que aqueles tradicionais e antigos moinhos de pedra e madeira. Mas calma, tem sim como vê-los em sua viagem, especialmente em dois lugares - em "Zansee Schans", simpático vilarejo temático na periferia de Amsterdã, e sobretudo em "Kinderdijk", um lugar mágico declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, com uma sequência incrível de 19 moinhos (fica próximo a Rotterdam, e a pouco mais de uma hora de carro de Amsterdã). Garantia de ótimo passeio e fotos maravilhosas!

Abaixo, Kinderdijk e Zansee Schans. Aqui você verá os tradicionais
e antigos moinhos que são símbolo da Holanda.

Os modernos moinhos estão por toda parte na Holanda.

AGASALHO
A Holanda, assim como o Reino Unido, é famosa pelo tempo fechado, vento e frio. Portanto, independentemente do período em que esteja indo, previna-se e capriche na quantidade de agasalhos, malhas e casacos. E um gorrinho, nosso fiel companheiro nos primeiros dias da viagem, para se proteger do vento gelado nas orelhas...rssss

BATATA FRITA E WAFFLE
Tá certo que a vizinha Bélgica é ainda mais famosa pelas iguarias, mas a Holanda tem também grande tradição quando se fala nelas. Mas posso falar? Me desapontei...não achei as batatas-fritas nem os wafles deles nada demais, e olha que comi bastante. Aliás, se tem um aspecto a criticar nessa nossa viagem, é com relação à comida. Definitivamente não comemos bem na Holanda. 

Pode ser apenas azar, más escolhas ou até mesmo o fato de evitarmos restaurantes digamos assim mais sofisticados, afinal viajávamos em companhia de uma inquieta criança de 2 anos e meio de idade, mas o que mais encontramos por lá, e mesmo assim sem aqueeeeela qualidade, foi batata frita, hambúrguer, croquete e sanduíche. 

VIAJANDO COM CRIANÇAS
A Holanda dos museus, das drogas liberadas, da prostituição regularizada pode ser também um ótimo destino para viajar com crianças. Nosso Henry se divertiu muito nas duas semanas de viagem, posso garantir.

Há inúmeras atrações para os pequenos, e destaco três delas: O "Linnaeushof", maior parquinho a céu aberto da Europa, coladinho a Amsterdam; o "Madurodam", divertido parque em Haia que reproduz a Holanda em miniatura; e, em destaque, o "Efteling", enorme parque de diversões a cerca de 1 hora de Amsterdam, dedicado exclusivamente aos contos de fadas e estórias infantis. É como se fosse uma Disneylândia, mas muito menos comercial, muito mais autêntica, onde os personagens principais são a Chapeuzinho Vermelho, a Rapunzel, os Sete Anões, e muitos outros personagens que fizeram parte do nosso imaginário infantil.

Efteling, Linnaeushof e Madurodam. Três ótimos passeios para a criançada

Parques e parquinhos públicos estão também por toda parte

OS HOLANDESES
Os holandeses nos pareceram sempre simpáticos e receptivos, exceto alguns vendedores de Amsterdã, que se recusam a ajudá-lo quando pergunta como chegar a determinado lugar. Mas lá dá até para entender, afinal imagino a quantidade de pessoas que faz diariamente a mesma pergunta a eles...rssss

Com relação ao idioma, dá para se virar muito bem com o inglês, falado naturalmente por todos que encontramos, em todos os cantos da Holanda.

AMSTERDAM
Destino da maioria dos turistas que visitam a Holanda, Amsterdam é uma cidade cuja área central, dos canais, tem uma beleza única! Sem dúvidas merece a fama que tem, como excelente e singular destino turístico. 

Mas...

Quem me conhece sabe bem que prefiro os atrativos mais escondidos e autênticos, em vez das grandes cidades. Isso porém não me faz deixar de gostar de cidades como Paris, Londres, Roma..e Amsterdam também. 

Mas como ia dizendo...mas...achei Amsterdam bem suja, fora do padrão normalmente encontrado na Europa, mesmo em grandes centros. Me incomodou um pouco a quantidade de jovens sob efeito das drogas (liberadas), e o cheiro de maconha impregnado em diversos lugares pelos quais passamos. 

E me incomodou, essa bem mais, a enorme quantidade de turistas andando pela cidade. Amsterdam é cheia demais! Me lembrou Veneza, outro destino onde não se consegue andar direito devido a enorme quantidade de pessoas circulando. Há inclusive diversas matérias recentes pulicadas na imprensa a este respeito - clique aqui e veja uma delas.

Apesar disso tudo, gostei muito de lá. Por estarmos viajando com criança pequena, deixamos de visitar um dos principais atrativos de Amsterdam, seus museus, mas em compensação andamos muito pelas ruas que acompanham os canais e seus belos casarios, com arquitetura típica. O que mais encantou o Henry? Um parquinho público ao lado do canal Brouwergracht, com diversos brinquedos a disposição (como carrinhos, bicicletas, bonecas, entre outros). Todos lá, sem custo, prontos para serem usados...e deixados lá, claro, pois são para uso comum. Se fosse no Brasil...

Apesar de alguns pontos negativos, Amsterdam é uma cidade fantástica!